terça-feira, 12 de abril de 2011

Afinal, como decorar a casa com pouco dinheiro?

 

Oi meninas! Ultimamente tenho estado absolutamente centrada na decoração da minha nova casa, sabem, eu quero um lugar acolhedor onde eu me sinta bem, onde eu sinta vontade de estar e proporcione conforto! Mas estando sem dinheiro isso se torna um drama porque você abre o jornal ou uma revista e dá de cara com um sofá fabuloso que você adoraria ter na sua sala, vê roupas de cama lindas e confortáveis porém os olhos da cara. Você pensa numa sala moderna, clean, elegante e ao mesmo tempo simples mas quando você olha o preço do tapete ou da mesa de centro seu coração dispara e o ar lhe falta: gente, é muito caro!

Pois é, agora vocês já entendem o drama pelo qual estou passando! Eu quero uma casa confortavel e elegante poxa! Vivendo isso diariamente, resolvi encontrar uma alternativa para os altos preços e aí, o meu amigo google me ajudou encontrar um milhão de sites com dicas sobre decoração! Tudo bem que algumas que até fiquei chocada e outras que jamais faria mas vale a pena compartilhar aqui com vocês afinal de contas, certamente tem alguém por aí vivendo exatamente o mesmo drama, eu sei o quanto é dificil amiga! Fica calma, respira devagar e leia com atenção, pode ser útil!

  • Nem tudo precisa ser novo numa decoração. Muito pelo contrário. Quanto mais peças antigas houver numa casa, mais interessante ela fica: o passar dos anos resulta num visual único

    Nem tudo precisa ser novo numa decoração. Muito pelo contrário. Quanto mais peças antigas houver numa casa, mais interessante ela fica: o passar dos anos resulta num visual único

Ter uma casa bonita e cheia de charme custa dinheiro. Disso todo mundo está cansado de saber. Mas se sua conta bancária não está repleta de dígitos, você ainda pode ter uma decoração muito bacana. Nessa parte pouca gente acredita.

Eu já decorei meu apartamento e casas de clientes com um orçamento muito baixo. E o resultado sempre foi bom. Pelo menos ninguém nunca reclamou. Veja abaixo algumas dicas para montar uma casa gostosa, elegante e com grande personalidade.

Reaproveite os móveis
Nem tudo precisa ser novo numa decoração. Muito pelo contrário. Quanto mais peças antigas houver numa casa, mais interessante ela fica. Ao longo dos anos, os móveis adquirem uma pátina natural e criam vida própria. Um aparador gasto, com a madeira manchada, pode dar um charme extra à sala. E ainda conta a história da sua vida. Quantas taças de vinho não foram apoiadas nele, em festinhas inesquecíveis?

Eu me sinto mal nesses apartamentos novinhos em folha, sem vida e sem histórias para contar. Gosto de peças usadas, desde que em bom estado. Uma boa maneira de aproveitar móveis que você já possuiu é reformando. Pinte aquela mesa sem graça ou troque o estofado das cadeiras da sala de jantar. Vai dar um astral novo ao ambiente.

Outra dica é usar os mesmos móveis de outra forma. Explico: aquela cômoda do quarto pode virar um bar na sala de estar. Basta colocar uma bandeja bonita e apoiar copos e garrafas sobre ela. As gavetas podem ser úteis para guardar toalhas, CDs e tudo aquilo que você quiser ter a mão na área social.

Invista em algumas peças
Pouco dinheiro no bolso não é desculpa para fugir de móveis bons e mais caros. Não adianta comprar um sofá barato. Ele vai durar pouco e vai ser bem desconfortável. Gaste bem seu dinheiro. Além disso, um bom sofá dura anos e basta trocar o tecido e reformar algumas almofadas para deixá-lo novinho outra vez. Se você passa muito tempo assistindo televisão, nada melhor que um sofá gostoso e elegante.

Também não vale a pena gastar dinheiro em peças muito baratas e mal executadas. Se você não tem o suficiente para comprar um estante de boa marcenaria, por que não usar prateleiras metálicas? Uma ideia barata para quem tem muitos livros.

Outra peça que compensa o investimento é a cama. Este é o móvel que passamos a maior parte do tempo. Calcule quantas horas por dia você fica nela! Uma cama precisa ser boa e confortável. Não estamos falando de estética nesse caso. É da sua saúde. Uma coluna em ordem e um sono tranqüilo não têm preço. Aproveite e compre bons lençóis. Eu prefiro ter a casa vazia a dormir em lençóis ásperos e duros. Essa coisa de 400 fios (no mínimo) não é frescura. É artigo de primeira necessidade. Faça o teste e depois me diga se estou errado.

Herança de família
Algumas pessoas têm a sorte de ter móveis incríveis, que pertenceram à bisavó, ao tataravô. Um lustre maravilhoso, um Di Cavalcanti ou uma poltrona de época, que hoje custam uma fortuna. Mas, se a sua família não é quatrocentona, nem tudo está perdido. Há sempre algumas peças esquecidas na garagem de algum parente que ninguém quer. E funcionam como elementos-chave na decoração.

Já garimpei coisas ótimas guardadas no depósito da chácara do meu avô. Pena que muitas joias foram jogadas fora quando eu era criança. Itens que viraram objetos de desejo nas feirinhas de antiguidade.

Na primeira decoração da minha casa, não tive que comprar quase nada. Roubei o sofá dos meus pais, que não o queriam mais. As cadeiras da sala de jantar eram da loja de um tio. A mesa de centro peguei de um amigo. Só precisei comprar uma cama e uma mesa de jantar. O resto fui garimpando mesmo.

Viu gente, garimpem! Não tenham vergonha de pedir!!!! Beijokas!!

fonte: uol

Um comentário: